33 termos sexuais que você nunca ouviu falar

julho 29, 2016 em Curiosidades

Lasciva ensina algumas palavras eróticas que deveriam estar no seu vocabulário.

O universo da sexualidade parece se ampliar mais cada vez que me aprofundo no assunto. São tantos os desejos ocultos e práticas realizadas em segredo que fica mesmo difícil conhecer de tudo. Se vasculhar, descobrimos que as pessoas se entregam às maiores loucuras – muitas vezes, sem que ninguém saiba.

Pensa bem: se existe um termo para designar quem tem fetiche por insetos pequenos é porque muita gente deve se excitar dessa forma (imagina o que essas pessoas não fazem com os bichinhos!) E não há necessidade de definir o que é normal, quando transitamos no terreno das perversões humanas. Até porque acho que alguém que goste apenas de transar na posição do papai-e-mamãe não deva bater muito bem da cabeça.

O glossário abaixo contém fetiches, disfunções, sex toys – uma série de expressões curiosas sobre um mesmo assunto: sexo. Alguns tem significados bizzaros, outros são apenas nomes diferentes para práticas bem comuns. Todos são termos bem específicos, muitos deles técnicos, que não se ouvem por aí.

Esses conceitos foram tiradas do livro ABC Erótico – O dicionário do sexo, escrito pela presidente da Associação das Empresas do Mercado Erótico e Sensual (ABEME), Paula Aguiar. O livro tem tantas outras definições impressionantes que fica claro como não existem regras para o desejo sexual.

Conheça alguns entre os mais curiosos termos do dicionário erótico:

1# Algofilia

Desejo ou necessidade de sentir dor durante a relação sexual.

2# Andropausa

Fase na vida do homem que aparece a partir dos 40/45 anos, quando pode ocorrer eventualmente diminuição da libido e início do processo de envelhecimento biológico.

3# Autoasfixia

Também conhecida como Morte Autoerótica, é uma prática que consiste na privação de oxigênio para potencializar o orgasmo obtido pela masturbação. Uma variação sobre o mesmo tema, embora bem mais perigosa, é a Asfixia Erótica.

4# Belle-de-jour

Do francês, bela da tarde. Diz-se da mulher de vida dupla, casada convencionalmente, mas que se prostitui durante o dia, seja por compulsão neurótica, seja pelo desejo de aventura.

5# Catena

Do latim, cadeia. Esse é o nome dado a um tipo de sexo grupal, comum no Império Romano, no qual cada participante praticava algum ato sexual com dois outros, formando o elo de uma corrente que se liga aos demais. Por exemplo, um homem recebe sexo oral enquanto pratica cunilíngua com uma mulher que, por sua vez, copula com outra, que pratica felação em outro homem e assim por diante.

6# Chichisbeuísmo

Do italiano, cicisbeo – que significa galanteador. Forma de triângulo amoroso em que a mulher casada tem um amante, sendo isso do conhecimento do marido e dos seus amigos.

7# Coito intercrural

O mesmo que coito interfemural, ou seja, fricção do pênis entre as coxas da mulher.

8# Coprolalia

Hábito compulsivo de pronunciar palavras obscenas durante as relações sexuais. Gênero de linguagem obscena caracterizada essencialmente pela humilhação, frequentemente por ocasião do sexo, partindo principalmente do homem. Os temas mais usados são puta, vaca, cachorra e palavras do gênero.

9# Crematistófilo

Indivíduo que se excita pela obrigação de pagar pelo sexo ou pela situação de ter dinheiro ou objetos de valor material roubados pela parceira.

10# Dendrofilia

Interesse sexual dirigido para árvores. O termo é frequentemente associado aos numerosos casos de devoção religiosa a árvores, nas quais se supõe viver uma divindade. Essa crença levou o rei persa Xerxes I a desposar pomposamente um plátano, por volta de 460 A.C.

11# Dispareunia

Dor da mulher durante as relações sexuais.

12# Estelafilia

Atração sexual por monumentos líticos (feitos de pedra). Normalmente feitas em um só bloco, contendo representações pictóricas e inscrições.

13# Formicofilia

Excitação por meio do contato de insetos e pequenos animais como formigas, caracóis ou rãs, com o órgão sexual.

14# Frotação

Sinônimo: Fronteurismo. Erotização por meio de contato físico corpóreo furtivo (roçar) em aglomeração, filas, em ônibus superlotados etc. Na linguagem popular, chama-se pinar. A excitação sexual por estar sendo roçado (ou pinado) chama-se Gregomulcia.

15# Gerontofilia

Preferência sexual por pessoas muito mais velhas. Ou seja, atração sexual de não-idosos por idosos.

16# Havaiano

[Sextoy] Pênis de duas cabeças, uma de cada lado da prótese. Pode servir para dupla penetração em uma pessoa. Casais também podem usar a prótese dupla para que ambos possam simultaneamente receber penetração.

17# Hirsutismo

Desenvolvimento excessivo de pelos, especificamente na mulher, em geral devido a excesso de testosterona.

18# Iantronudia

Excitação sexual obtida ao se expor a um médico, geralmente usando do expediente de se consultar sem estar realmente doente.

19# Kosupurefilia

Excitação sexual por Cosplay. Cosplay (コスプレ, Kosupure) é a abreviação de costume roleplay, que se traduz por “representação de personagem a caráter”, “disfarce” ou “fantasia”.

20# Ligerastia

Situação em que a pessoa só se excita sexualmente no escuro.

21# Looners

Nomenclatura dos adeptos do fetiche por balões. Essa sub-cultura se divide em popper e non-popper. Poppers são os que sentem prazer em estourar balões. Non-poppers são os que sentem prazer em manipular balões, mas sem estourá-los.

22# Menofilia

Atração ou excitação por mulheres menstruadas.

23# Merkin

Peruca genital feminina, que pode tanto substituir pelos ausentes, como cobrir os existentes de uma cor com pelos de outra cor. O termo tem origem desconhecida, mas sabe-se que na Europa medieval, designava o pelo pubiano natural da mulher e também seus próprios genitais.

24# Nanofilia

Atração sexual por anões.

25# Nesofilia

Desejo sexual por transar em ilhas, geralmente desertas.

26# Orgasmolepsia

Incapacidade de orgasmo (no homem ou na mulher) mesmo a pessoa estando excitada.

27# Pogonofilia

Fetiche por barba.

28# Riparofilia

Sinônimo: Misofilia. Interesse sexual por pessoa suja ou anti-higiênica. Isso inclui também o uso de roupas sujas, mulher menstruada e sem asseio.

29# Sarilofilia

Fetiche por saliva ou suor.

30# Socratismo

Introdução dos dedos no ânuspara obter prazer sexual. O filósofo Sócrates, dizem, gostava de fazer isso – daí o nome.

31# Trampling

É um fetiche que consiste no ato de um indivíduo ser pisado por uma ou mais pessoas, normalmente do sexo oposto, sendo mais comum uma mulher pisando num homem.O depto sente-se excitado ao ser pisado por outra pessoa, descalça ou não, em várias partes do seu corpo, como peito, barriga, e até mesmo a cabeça dos órgãos genitais. É muito comum o uso de salto alto para a realização desse fetiche. O Trampling é muitas vezes associado ao sadomasoquismo e à podolatria.

32# Tribadismo

Prática sexual lésbica que consiste na fricção mútua das vulvas envolvidas no ato.

33# Urofilia

Urofilia está designada à excitação associada ao ato de urinar ou receber jato urinário do parceiro, chegando-se, em alguns casos, a beber urina. A urina pode ser depositada no ânus ou vagina. É também designado como Ondinismo, Urolagnia, ou pelo termo popular “Chuva Dourada”.

Fonte: http://www.elhombre.com.br/

O que desanima os homens no sexo

junho 21, 2016 em Sexo

Falar demais e falta de entrega são algumas das principais queixas deles

São vários os fatores que podem prejudicar, e muito, a relação sexual do casal, esfriar o relacionamento e desanimar os homens na hora do sexo. Falar demais, não estar com a higiene em dia, e não se permitir, nem satisfazer as vontades deles são algumas das reclamações que eles fazem e dizem desanimá-los durante o sexo.

É por isso que o ideal é manter um diálogo com o parceiro para conhecer melhor suas vontades e preferências. É preciso entender se ele gosta de dominar ou ser dominado. “Tem homens que gostam de mulheres ousadas, mas mais meigas. Outros preferem mulheres mais selvagens, que dominam e que determinam o que fazer”, diz a Dra. Creusa Dias, psicóloga e especialista em sexualidade humana.

Para deixar a relação sexual mais interessante e dar um up no prazer vale ousar um pouco. Os homens gostam, e muito, de serem surpreendidos e de vivenciarem algo novo durante a relação. A Dra. Creusa comenta que alguns deles preferem as mulheres mais ousadas, que se soltam na hora do sexo. “A mulher pode apimentar a relação usando, em seu corpo, chantilly e frutas, principalmente aquelas que elas sabem que eles gostam. Pedir que ele, de olhos vendados, comece a comer as frutas ou mesmo oferecer uma sobremesa antes do jantar também é uma boa”, diz a Dra. Creusa.

A dica da Dra. Débora Regina Freschi, psicóloga, terapeuta de casais, família e especialista em terapia sexual e codependência, para deixar os homens caidinhos na hora da relação é as mulheres “serem muito carinhosas já antes do sexo, beijarem muito e se soltarem na relação sexual, não sendo muito passivas e nem muito resistentes”. Pudor demais pode ser um grande empecilho para alguns homens. A Dra. Débora conta que alguns deles dizem desanimar quando as mulheres não aceitam certas coisas na hora H, como posições diferentes, sexo anal, sexo oral e, principalmente, quando querem fazer tudo do jeito delas. “Mulheres que falam demais também desanimam os homens”, diz a Dra. Débora. É importante ressaltar, no entanto, que para a relação ser gostosa para os dois é fundamental só fazer aquilo que tem realmente vontade. Se você fizer algo que não se sente à vontade, provavelmente também não será bom para ele.

Já a Dra. Creusa dá outras dicas para animar os homens na hora H. Ela diz que a mulher precisa, acima de tudo, despertar sua sensualidade. “Para ser sensual, a mulher deve se portar de forma elegante, meiga, carinhosa e se vestir, na hora do sexo, de maneira sedutora, além de estar bem cheirosa”, diz. De acordo com a especialista, descobrir qual a posição ele mais sente prazer e adotá-la, além de tomar iniciativas para o sexo, são algumas das formas de deixá-lo caidinho. Fazer uso de produtos eróticos é outra maneira de apimentar a relação. “Primeiro é preciso ver se o casal curte esses tipos de acessórios para, no fim, ter um bom resultado”, alerta a Dra. Creusa. A Dra. Débora lembra que “existem jogos que ajudam o casal a quebrar a rotina e se conhecer melhor sexualmente, seguindo um roteiro para desvendar cada parte do corpo e o que devem fazer com sugestões de carícias, além dos que ensinam a criar um jogo de sedução durante a relação”.

Se você faz o tipo mais tímida, não se preocupe, há uma luz no fim do túnel. O que a Dra. Creusa indica é procurar se soltar mais durante a relação, de forma natural, ou mesmo ir à procura de cursos para aprender a fazer massagens, danças sensuais, strip-tease, entre outros. Vale lembrar, entretanto, que as mulheres não devem se submeter a algo que não se sentem à vontade para fazer. “Os homens gostam muito do sexo anal, mas a mulher não pode se sujeitar a fazer o que significaria uma transgressão, um abuso para ela. Mulher nenhuma deve fazer algo que o homem gosta se ela não se sentir bem”, alerta. A Dra. Débora ainda lembra que se for algo saudável, mas ela ainda não se sentir completamente à vontade com a ideia, ela pode procurar um profissional da área, como o terapeuta sexual ou sexólogo. “Esses profissionais a ajudarão a romper com certos tabus, preconceitos, culpas e vergonhas para se soltar, dar e receber o prazer que merecem”, indica.

Fonte: http://www.bolsademulher.com/sexo

Como usar as bolinhas tailandesas?

maio 13, 2016 em Saúde e Bem Estar

Tire toda a sua roupa e deite-se em sua cama. Fique em uma posição confortável. Se preferir, desligue a luz e relaxe por alguns minutos.

Pegue as bolinhas tailandesas e introduza a primeira em sua vagina. Contraia a região e tente trazer a segunda bolinha para dentro. Por ser um exercício novo, você pode ter dificuldades. Se não conseguir, empurre com os dedos. Tente puxar a terceira. Se você sentir dificuldades na primeira vez, não se preocupe. É normal.

Após terminar de colocar todas as bolinhas tailandesas, aperte o seu canal vaginal. Você poderá sentir muito prazer nesse momento.

Repita essa operação por três vezes. Quando terminar a última, faça força e tente expulsar todas as bolinhas tailandesas. Se não conseguir, puxe a pontinha com os dedos.

Assim que você terminar de fazer esse exercício de pompoarismo, parta para mais uma sessão. Com a prática, você conseguirá sugar e liberar as bolinhas com mais facilidade. Não desista!

Por que investir nas bolinhas tailandesas?

Manter uma vida sexual ativa na terceira idade é importante para deixar a autoestima lá em cima. A experiência e a intimidade adquirida com o parceiro ao longo dos anos são um ponto favorável, mas é preciso lidar com as mudanças do corpo. Por isso, alguns exercícios são importantes para fortalecer a musculatura vaginal e garantir momentos de prazer em qualquer idade.

Se você está desanimada, exercícios de pomparismo com as bolinhas tailandesas ajudam a reacender a chama e deixar você pronta para o sexo. Antes de apostar nas técnica, porém, é importante consultar um ginecologista. Ele dará dicas para a melhora do seu desempenho.

Ir a uma sex shop ajuda você a ficar ligada nas novidades. É importante perder avergonha e escolher os produtos que possam ser sedutores. Converse com o seu parceiro e procure maneiras de inovar na relação.

Compre lingeries que valorizem o seu corpo. A idade chegou, mas você ainda está linda e merece roupas íntimas que garantam a sedução. As calcinhas mais confortáveis e os sutiãs soltinhos podem ser deixados para o dia a dia.

Se o seu amor está desanimado e com possíveis problemas de ereção, peça para ele ir aourologista, médico responsável pelo cuidado do sistema reprodutor dos homens. Remédios e conversas com o profissional podem melhorar o desempenho de seu parceiro. O importante é nunca deixar a chama apagar.

Fonte: VivaMaisSaudável

Cinco coisas banais que atrapalham o sexo

abril 20, 2016 em Sexo

A televisão roubando o convívio do casal no quarto, o excesso de tempo nas redes sociais e WhatsApp e até uma alimentação inadequada podem prejudicar a libido sorrateiramente.

Não é todo dia que um casal se sente disposto para trocar carícias e deixar o romance rolar, como se nada mais importasse. Contas para pagar, problemas no trabalho, desgaste emocional e outros fatores são desestimulantes. Outros detalhes bem mais banais também podem atrapalhar a vida sexual do casal, como a presença de uma simples televisão no quarto.

Muitas vezes, esses pequenos descontentamentos mascaram um problema mais profundo no relacionamento, como a falta de diálogo. Se o casal não conversa sobre as atitudes e comportamentos desagradáveis, qualquer coisa vira desculpa para deixar o sexo e as carícias de lado. Daí para se acostumar a uma relação morna e sem graça é um pulo.

“As pessoas têm que pensar que toda relação precisa ser prazerosa para ambos, mesmo que o orgasmo não surja. Então, se você vai se deitar com alguém, tem que fazer valer a pena. Ninguém tem que se contentar com uma relação mais ou menos.”, alerta Débora Pádua, educadora e fisioterapeuta sexual.

Por isso, vale prestar atenção a algumas atitudes rotineiras que se transformaram em obstáculos para uma vida sexual ativa e prazerosa, como você pode ver a seguir.

1 – NOITES MAL DORMIDAS

Insônia e dificuldade para descansar à noite conseguem derrubar qualquer um. Se já fica complicado se concentrar no trabalho, que esperança pode restar para as relações sexuais, que demandam empenho e dedicação do casal? Não há quem aguente. Prova disso é que uma pesquisa da Universidade de Michigan apontou que as mulheres que dormem mais acabam tendo mais relações que as demais.

Segundo o estudo, cada hora adicional dormida aumenta em 14% as chances de ter uma relação no dia seguinte. Além disso, mulheres que têm uma boa noite de sono também apresentaram níveis mais altos de desejo e excitação sexual.

“Uma pessoa que não dorme não consegue ter uma boa disposição. O dia dela vai ser muito mais cansativo, e isso interfere muito na relação sexual, principalmente para a mulher. A disposição dela para o sexo é um pouco diferente do homem. Eles pensam em sexo várias vezes durante o dia. Nós nem sempre temos essa mesma atitude. A mulher precisa estar bem para fazer sexo, o homem é o contrário”, explica Débora Pádua.

2 – SEPARADOS PELO CELULAR

Você passa o dia sem ver ou ter uma conversa de verdade com o parceiro. Então, ao chegar à casa, ambos acabam se distraindo e se divertindo mais com conversas no WhatsApp com o feed das redes sociais, mesmo estando lado a lado. Se isso acontece com frequência, a conexão do casal vai ficando cada vez mais fraca – e o desejo sexual, naturalmente, segue o mesmo caminho.

Se a pessoa está ao lado, querendo conversar ou “apimentar” um pouco as coisas, imagine o balde de água fria que é ter que competir com os aparelhos eletrônicos. Como esperar que as relações sejam empolgantes e espontâneas deste jeito?

“Um combinado que o casal pode fazer é de se encontrar e desligar os celulares, para deixar a coisa rolar. Só deixar os aparelhos por perto se for para colocar uma música de fundo, por exemplo”, sugere a psicóloga e sexóloga Márcia Mathias, consultora do Ashley Madison.

3 – LUGAR DE TV NÃO É O QUARTO

Falando ou não sobre sexo, a simples ideia de ter uma televisão no quarto já pode ser considerada inadequada, mesmo se for para ver um filme mais romântico. Isso atrapalha a intimidade do casal, o sono, as relações… Lugar de televisão é na sala, onde outras coisas podem ser discutidas – inclusive os problemas cotidianos, que não devem ser levados para o quarto de jeito nenhum.

“Televisão no quarto é péssima em todos os sentidos. A partir do momento que você está com esse aparelho ligado, você para de prestar atenção na pessoa que está ao lado. Computador também faz mal. Eles têm que ficar longe do quarto, porque a informática não é bem vinda na cama. Você perde o foco na pessoa e todo ser humano precisa de foco”, pontua Márcia.

4 – A LIBIDO MORRE PELA BOCA

A influência negativa de uma alimentação incorreta vai muito além do peso do prato no self-service. A libido também pode ser comprometida nessa brincadeira, principalmente se a dieta for combinada à baixa autoestima.

“A alimentação inadequada mexe com várias coisas, desde disposição até problemas emocionais. Se você come muito açúcar, por exemplo, você pode ter certo desânimo depois, porque é um alimento que dá uma agitação momentânea e depois te derruba. O chocolate dá uma sensação de bem estar, e a mulher pode achar que só precisar disso, perdendo a vontade de ter uma relação depois”, esclarece Débora. O álcool também entra na lista dos que devem ser evitados em excesso.

5 – NEURAS SOBRE O CORPO

Será que ele vai reparar na barriguinha um pouco mais flácida? E nessas estrias da coxa? Pode parecer besteira, mas muitos desses questionamentos passam pela cabeça das mulheres antes e durante uma relação sexual. Com tantas preocupações, é natural que o desejo fique mais uma vez prejudicado.

“Quando a mulher tem essa vergonha do próprio corpo, as neuras viram mais um obstáculo. Isso quer dizer que ela está com a autoestima baixa e, por isso, qualquer comentário pode ser encarado de um jeito negativo, piorando o relacionamento. Toda vez que temos um retorno negativo, principalmente no que diz respeito à sexualidade, a vontade e o desejo de realizar fantasias vão sendo minados”, atenta Márcia Mathias

Fonte: DelasIG

 

 

 

 

 

 

Sexo evita enxaqueca, Alzheimer e melhora sistema imunológico

abril 5, 2016 em Sexo

Afirmações são de pesquisas realizadas nos Estados Unidos e Alemanha

O prazer gerado pelo ato sexual – que libera endromina, responsável pelas boas sensações – pode se tornar o melhor remédio para várias complicações, inclusive de saúde. Para isso, é importante não só a quantidade de relações, mas também a qualidade delas, especialmente no que diz respeito à prevenção de doenças sexualmente transmissíveis. Entre os benefícios do sexo para a saúde estão o combate à enxaqueca, prevenção do Alzheimer e melhoras no sistema imunológico.

Combate à enxaqueca e cefaleias

Se a dor de cabeça costumava ser usada como desculpa para não fazer sexo, está na hora de mudar esta opinião. É que de acordo com pesquisadores de uma universidade na Alemanha, 60% dos 400 pacientes entrevistados se mostraram melhores das dores de cabeça após fazer sexo. Uma dica para deixar o momento ainda mais prazeroso é investir em alguns produtos específicos. “O sexo com lubrificação também se torna ainda melhor. Investir em um lubrificante íntimo, pode ajudar a esquentar o momento”, sugere afirma Alfredo Maluf, diretor da Preserv. É importante escolher um produto feito à base de água, que não causa alergias devido à sua composição, e também não estraga os preservativos em látex.

Melhora no sistema imunológico

Um estudo realizado nos Estados Unidos apontou que transar duas vezes por semana melhora o sistema imunológico em 30% dos casos. A pesquisa mostrou que há um aumento da imunoglobulina A no organismo devido ao estímulo sexual. Por isso alguns problemas como pequenos resfriados, aftas, mau humor matinal, infecções, entre outros, podem ser resolvidos transando. Para garantir o conforto, escolha o preservativo do tamanho certo. Hoje em dia já existem tamanhos que vão do P ao GG.

Evita Alzheimer

Orgasmos estimulam o fluxo de sangue no cérebro de forma mais eficiente que fazer palavras cruzadas e ajudam os riscos de doenças como Alzheimer. A afirmação é de um estudo é da Universidade Rutgers, nos Estados Unidos. Produtos que ajudam a atingir mais orgasmos durante o sexo são ótimas alternativas.

Fonte: http://www.bolsademulher.com/sexo

10 fantasias sexuais femininas

fevereiro 12, 2016 em Fetiche

Eis um combustível importante para apimentar a relação de um casal

O que diferencia o sexo de animais e do ser humano é a fantasia. Cachorros não pedem que suas companheiras se vistam de comissárias de bordo e não esperam que elas façam um strip-tease de vez em quando. Sexo é apenas um ritual biológico e, por isso mesmo, só é praticado em determinadas épocas.

Mas o ser humano, não.  Quer sexo sempre, ainda que haja momentos de desejo mais ou menos intensos. E o combustível principal para esse desejo são as fantasias — tanto para homens como para mulheres. Atender à fantasia do parceiro é uma garantia de qualidade sexual e, também, de praticar uma brincadeira divertida, sem prejuízos de qualquer espécie. Por isso, listamos abaixo as principais fantasias femininas — com certeza, alguma delas se adéqua à sua parceira e saber disso pode tornar sua vida bem mais interessante.

1# Submissão 

Mulheres adoram sentir a força do homem, capaz de tirá-las do chão e carregá-las para um cenário romântico. Ou, simplesmente, submetê-las ao seus desejos e caprichos.

2# Dominação

Da mesma forma, embora não com tanta frequência, as mulheres também têm a fantasia de dominar seus parceiros. Dar as ordens, determinar os movimentos e ter a sensação de poder “usar” seu companheiro.

3# Enfeitiçar

Mulheres adoram despertar o desejo dos homens e, se possível, enlouquecê-los. Por exemplo, se vestir de colegial, com roupas curtas, e provocar até que ele peça de joelhos suas generosidades sexuais. Deixe-se enfeitiçar.

4# Sexo com estranhos

Mulheres sonham em estar num bar à meia luz e, de repente, surgir uma espécie de deus grego que, sem palavras, irá arrebatá-la para uma noite de prazer. Mas dificilmente aceitariam uma situação dessa de verdade. Por isso, a brincadeira é fingir-se de desconhecido e tentar ser o tal deus grego arrebatador.

5# A três com outra mulher

As mulheres sentem-se cada vez mais livres para por em prática o desejo de transar entre si sem que isso seja uma opção sexual. De modo que não é bem uma fantasia. Muitas, no entanto, têm o desejo, nem sempre confesso, de fazerem uma brincadeira a três. A questão é que, às vezes, preferem que o homem fique apenas olhando.

6# A três com dois homens

Adoram ser veneradas, desejadas e possuídas por dois homens e, de preferência, 100% heteros. Mas poucas têm a coragem de enfrentar essa situação e superar os tabus que as envolve.

7# Voyeurism

A maioria delas adora assistir sem participar, ainda que acabem por se envolver no final das contas. Também é uma fantasia difícil, mas pode apostar que não são poucas aquelas que curtiriam muito ver você transando com uma amiga dela. E, com certeza, você não teria nada contra fazer essa experiência.

8# Sexo forçado

Alguns psicólogos atribuem a essa fantasia o fato de a mulher poder praticar sexo selvagem, animal, sem se sentir culpadas. Que seja: elas gostam. Mas de brincadeira, claro.

9# Exibicionismo

Tirar a roupa, em partes ou não, deixar-se ser espiada em momentos íntimos, mostrar seus melhores dotes físicos e, claro, acender seu desejo é uma fantasia feminina quase unânime. Mais ainda: algumas mulheres adorariam serem observadas por estranhos enquanto transam contigo.

10# Prostituição

Sentir-se objeto do homem, que pode ser adquirido por dinheiro, é também uma fantasia razoavelmente comum. Basta dar alguns trocados simbólicos para acender o desejo delas.

Fonte: http://www.elhombre.com.br/

13 fantasias sexuais masculinas

janeiro 19, 2016 em Fetiche

Alguma dúvida de que o pensamento masculino é um dos mais férteis que existem? Um homem pode, sem muito estímulo e às vezes até mesmo nenhum, imaginar mil e uma coisas com uma mulher.

Você já deve ter pegado seu parceiro ou outro homem com uma cara safada sem motivo algum, certo? Provavelmente porque a mente dele fluía longe. Por mais que você esteja ligada em tudo que seu parceiro gosta, seja no geral como no sexo, fique sabendo que você não sabe tudo. A não ser que vocês sejam um casal muito aberto, sem tabus ou ciúmes (o que é raro), caso contrário saiba que existem fantasias sexuais masculinas que eles não contam! Assim como você deve ter fantasias muito íntimas que prefere guardar para você.

 

Porém, como somos muito legais, separamos as fantasias mais obscuras dos homens abaixo, aprecie!

1. Ménage à trois

Essa fantasia é daquelas que 9 de cada 10 homens querem e o último com certeza ainda virá a desejar. Trata-se de transar com duas mulheres ao mesmo tempo. Ter duas mulheres à sua disposição dando todo o prazer que ele “merece” é uma das fantasias sexuais masculinas preferidas. Se forem irmãs, a fantasia fica ainda mais picante e se forem irmãs gêmeas eles não querem mais nada da vida.

Essa fantasia tem muito a ver também com o sexo entre mulheres, pois na visão deles, as mulheres iriam brincar entre si e ele poderia admirar e depois ainda participar de tudo isso.

2. Mulheres fantasiadas

Outra fantasia que costuma mexer com o imaginário dos homens é transar com mulheres fantasiadas. Uns podem realmente se ver transando com policiais, bombeiras, enfermeiras, já outros não se importam de transar com mulheres fantasiadas, uma vez que fazer sexo realmente com uma profissional dessas áreas pode não ser a coisa mais simples do mundo.

Além do mais, o fetiche está em transar com a mulher usando uma roupa que lembre as profissões, só que muito mais sensual, provocativa e com menos tecido. Essas fantasias são encontradas facilmente para compra em sex shops. Essa fantasia não é a das mais pervertidas, mas traz a sensação de estar transando com uma desconhecida, o que eles adoram.

3. Sexo com desconhecida

Transar com uma desconhecida é uma das fantasias que mais pode incomodar as mulheres. Essa ideia de transar com alguma mulher bonita e sexy e que possuem pouco contato, como alguém do trabalho, uma mulher que veem todos os dias na cafeteria, etc é muito excitante para os homens.

Alguns vão além e querem mais, como o sexo proibido, que seria com mulheres inacessíveis como a mãe do melhor amigo, a melhor amiga da namorada, a irmã da esposa, a própria prima, a filha mais nova do vizinho e coisas do tipo. Essa cena pecaminosa é uma das principais fantasias sexuais masculinas e pode se tornar uma obsessão, sendo foco de inspiração em todos os momentos da transa.

4. Transar com uma virgem

Totalmente machista e ultrapassada, mas a ideia de “deflorar uma virgem” ainda costuma ser uma cena que deixa qualquer um excitado. A imagem de ser o primeiro homem da vida daquela garota aumenta e infla o ego masculino. Além disso, homens adoram conduzir e comandar o sexo e transar com uma virgem é ter de ensinar coisas que ela nem imagina. A ideia de promover sensações de prazer que uma garota nunca sentiu antes é o que mais atrai os homens, além de que ele será lembrado por ela pelo resto da vida (ou não!).

5. Ser dominado

Muitos homens não assumem essa fantasia por receio de serem julgados, mas muitos deles preferem ser dominados do que dominar a mulher na transa. Ter alguém dando ordens e sendo submisso é chegar aos céus. Caras que têm essas fantasias geralmente se veem sendo chicoteados, amordaçados, algemados e agredidos pelas mulheres. Assim como para muitas mulheres a dor pode ser prazerosa (masoquismo), para os homens isso também acontece quando os papéis se invertem e essa é uma das fantasias sexuais masculinas mais obscuras.

6. Dominar uma mulher

É mais comum encontrar por aí um homem que queira dominar do que ser dominado. A ideia de tornar uma mulher sua escrava sexual é para eles o ápice do prazer. Poder fazer o que quiser com a mulher, saciando suas próprias vontades mais sujas e obscuras é o que eles mais querem. Por isso, inclusive, a ideia de transar com uma prostituta é tão excitante, pois elas são escravas sexuais, a diferença é que eles precisam pagar. Agora, se acharem alguém que faça isso de graça eles já podem morrer em paz.

7. Participar de suruba

Assim como eles pensam no ménage, outros vão mais fundo e já se veem participando de surubas com mais pessoas. A imagem de ver bocas, seios, bundas e pênis para todo o lado pode ser bastante pervertida e por isso excita os homens. Fazer isso na presença de muitas mulheres e poder variar o cardápio tão rápido ou ao mesmo tempo deixa qualquer um louco. Quer mais liberdade sexual e luxúria do que uma orgia dessas?

8. Ator de filme pornô

Alguns homens ao verem filmes pornôs ficam mais preocupados sonhando em ser o ator pornô do que na cena em si. Isso acontece porque para eles é simplesmente o máximo ver um cara transando com todas no filme e mostrando seu potencial instrumento robusto para as câmeras. Para alguns deles essa é a imagem que eles querem ter, ser desejados e valorizados pelo seu corpo escultural e pelo seu pênis teoricamente gigante. Essa fantasia está muito relacionada ao exibicionismo narcisista, quando uma pessoa gosta de ser admirada enquanto transa.

9. Mulheres se masturbando

Muitos homens enlouquecem só de pensar nessa imagem, imagine presenciar ao vivo e a cores? Eles estão acostumados a ver cenas do tipo em vídeos, mas o dia  emque encontrarem mulheres que gostam de fazer isso, se exibindo para eles, será sua felicidade plena. O assunto da masturbação feminina ainda é um pouco tabu e isso influencia em criar um mistério ao redor do fato. Além disso, a masturbação feminina é muito visual e ver de perto elas massageando seus próprios clitóris e seios é simplesmente irresistível.

10. Sexo em locais inesperados

Essa é uma fantasia também de muitas mulheres. Transar no carro, em um parque, dentro do elevador, no escritório do trabalho, no banheiro do avião, em uma balada e outros locais são fantasias sexuais masculinas possíveis, porém perigosas, de serem realizadas. A excitação de imaginar poder ser flagrado a qualquer momento mexe com a cabeça dos homens e pode tirar um casal do tédio sexual.

11. Sexo selvagem

Um sexo mais selvagem e animalesco é, para eles, uma noite de prazer e tanto. Poder dar tapinhas na bunda da mulher, puxar cabelo, dar mordidinhas, manipular a mulher e suar adoidado estão entre as cenas do imaginário selvagem.

12. Strip pré sexo

Homens são sensoriais e gostam de ser saciados primeiro visualmente. É como admirar um prato de comida, primeiro se conquista com os olhos e depois com o sabor. Esse é o caso do striptease, eles sempre imaginam uma mulher que se coloque seminua na sua frente e vá tirando peça por peç, provocando-o.

13. Sexo anal

O sexo anal ainda é tabu para muitas mulheres, seja por dor ou conservadorismo. Muitas podem nunca querer, outras podem tentar e desistir, enquanto uma minoria pode adorar. O sonho deles é poder realizar esse sexo com suas parceiras e ter a satisfação plena do momento.

Fonte: Irresistível

 

 

Erotic Point na ÍNTIMI expo: tudo sobre produtos eróticos

outubro 8, 2015 em Matérias

Exposição da Erotic Point na ÍNTIMI expo mostra história e funcionalidades dos produtos eróticos

A Erotic Point participou da ÍNTIMI expo – 1ª Feira de Negócios do Mercado Íntimo e Sensual, que aconteceu nos dias 25,26 e 27 de setembro no Centro de Exposições do Anhembi, em São Paulo. A feira foi um sucesso e agradecemos a todos que foram prestigiar nosso trabalho e conhecer um pouco da história e funcionalidades de diversos produtos eróticos na exposição que a Erotic Point desenvolveu especialmente para ÍNTIMI expo.

A exposição foi composta por diversos itens que são distribuídos pela Erotic Point, que está há quase 20 anos no mercado erótico como importadora e distribuidora das melhores marcas nacionais e importadas de produtos eróticos e sensuais. Entre tantas marcas e produtos expostos, a Erotic Point apresentou os últimos lançamentos da Nanma, uma marca prestigiada distribuída exclusivamente pela Erotic Point.

A exposição traz um pouco da história do surgimento dos primeiros produtos eróticos, além de dicas de uso e instruções de como higienizar um produto erótico, entre outros. Se você não conseguiu comparecer a ÍNTIMI expo, poderá conferir o conteúdo da exposição abaixo.

ANEL PENIANO

Os primeiros anéis penianos foram documentados na China, datados de 1200 D.C. feitos de uma parte dos olhos da cabra que, por sua flexibilidade, eram amarrados em torno da base do pênis com o intuito de realçar a aparência dos genitais masculinos e aumentar o tempo de ereção. Posteriormente evoluíram o modelo para anéis em marfim, ornamentados com linguetas de dragões, estendidas com o propósito de, ao ser friccionado sobre o clitóris, realçar o prazer das parceiras.

Os anéis penianos foram desenvolvidos para tornar as ereções mais duradouras e para fazer com que o diâmetro do pênis cause a sensação de estar ligeiramente maior. Esta constrição do fluxo sanguíneo também atrasa o orgasmo, de modo que quando atingir o clímax, este lhe pareça mais intenso do que se não estivesse usando o anel.

Um dos preferidos é o anel peniano flexível, para utilizá-lo, é necessário que o pênis esteja completamente ereto. Prazer sem igual para você e seu par.

Alguns anéis penianos mais avançados possuem funções extras. Isto pode incluir extensões que estimulem o clitóris ou o ânus (ou os dois ao mesmo tempo), por exemplo. Anéis penianos ainda mais sofisticados incluem a função vibratória. Quando um anel peniano vibrador é usado, o anel vibra contra o clitóris durante o sexo, fornecendo estimulação adicional a ambos os parceiros. O mesmo vale para parceiros do mesmo sexo: os homens recebem estimulação extra no ânus e as mulheres podem utilizar em uma prótese.

A variedade de anéis penianos é muito grande, existem de diversas formas, cores e funções, onde os mais encontrados são:

- Translúcidos feitos em TPE, muito macios e de grande flexibilidade.

- Com vibrações múltiplas.

- Com controle à distância.
– Massageadores estimuladores, clitoriano e/ou anal.
– Os materiais mais utilizados são silicone, TPE, cyberskin, metal, borracha e couro.
– Formatos simples, minimalistas ou lúdicos.

Instruções:

- Higienizar com água fria e sabão (neutro ou bactericida), antes e após o uso.
– Não utilize em áreas inflamadas ou com lacerações, em caso de patologia procure um médico.
– Anéis penianos são acessórios e, portanto, não substituem tratamento médico.

- Lubrifique toda a extensão do pênis, abra o anel com os dedos e deslize até a virilha, quase colado ao corpo.

- Depois que o anel for devidamente colocado, a penetração deve acontecer normalmente nas posições preferidas de cada casal, sem restrições. A retirada deve ocorrer da mesma forma como foi colocado. Porém, apesar de não haver indicações sobre problemas que este tipo de anel pode causar, recomenda-se a utilização por no máximo 30 minutos.

Dica: O anel é em geral usado durante a relação sexual, mas também é frequentemente associado à masturbação.

Acesse o site: www.aneispenianos.com.br

BONECOS E BONECAS INFLÁVEIS

As bonecas infláveis modernas e tecnológicas – feitas à imagem e semelhança (e perfeição) das mulheres reais – só nasceram no final do século passado. Porém, sempre existiu na imaginação dos seres humanos a ideia de criar um objeto sexual que substituísse as formas generosas do corpo das mulheres e fosse capaz de satisfazer o prazer dos homens sem deixar a desejar. Ou seja, desde o início da Humanidade, o que eles queriam mesmo era construir um artefato para terem companhia quando quisessem…

A lenda de Pigmalião e Galateia

No ano 8 d.C. o poeta romano Ovídio exteriorizou esse desejo publicando o mito de Pigmalião, que conta a história de um homem que vivia triste e solitário.

Solteiro e sem ter sorte com as mulheres, Pigmalião esculpiu uma bela estátua, que ganhou o nome de Galateia e logo se tornou objeto de sua paixão e devoção.

Foi então que, no dia da festa em homenagem a Afrodite, após fazer suas oferendas à deusa, o pobre Pigmalião lhe fez um pedido: queria que sua esposa fosse muito parecida com a jovem esculpida em marfim. Ouvindo a súplica, a deusa Afrodite se compadeceu e providenciou que o apaixonado tivesse seu sonho realizado.

Voltando para casa, Pigmalião, ao tocar o corpo antes frio e enrijecido da estátua, começou a perceber que as formas tão bem torneadas estavam ganhando vida, até que a estátua lhe retribuiu o beijo ardente.

Assim, Pigmalião e Galateia viraram personagens de um mito que diz muito sobre as intenções humanas de sempre buscar o par “mais-que-perfeito”, seja ele feito de pedra, borracha, carne e osso, ou mesmo fabricado com o maravilhoso Cyberskin.

Boneca de pano

Há registros de que no século XV os marinheiros cruzavam os oceanos com uma “Dame de Voyage”, ou “Dama de Viagem”, especial a bordo. Assim eram apelidadas as bonecas da época, consideradas antecessoras diretas das bonecas infláveis fabricadas atualmente.

Costuradas em pano, recheadas com palha ou algodão e cobertas com roupas simples, elas eram muito usadas para alegrar as viagens dos marinheiros pelos Sete Mares.

Catálogos eróticos

No ano de 1908 os franceses começaram a ver interessantes catálogos circulando pelas ruas de Paris: eram folhetos “eróticos”, onde os fabricantes de artigos de borracha anunciavam suas ofertas de imitações artificiais do corpo humano – ou mesmo de partes individuais do corpo de homens e mulheres – especialmente fabricadas para a prática sexual.

Os produtos vendidos na época eram tidos como cavalheiros e damas de viagem, e continham um inteligente sistema capaz de imitar a ejaculação. Até a secreção da glande Bartholin era imitada por meio de aparelhos ligados a tubos pneumáticos cheios de óleo.

A boneca inflável em terras brasileiras

No ano de 1976 a boneca inflável desembarcou no Brasil: adquirida em uma Sex Shop no aeroporto de Frankfurt, Alemanha, ela foi trazida para o país justamente para dar sossego a uma senhora que cotidianamente precisava enfrentar o entusiasmo excessivo do marido. Após um mês de uso, a boneca estava imprestável!

Curiosidades:

Todo mês, cerca de 1.200 produtos eróticos infláveis são vendidos em todo o Brasil, sendo que o maior consumo está na Região Sudeste, seguida pela Região Sul do país.

Ao todo, 85% desses produtos comercializados são do gênero feminino;

13% são figuras masculinas;

1% constitui-se em modelos femininos com órgão genital masculino;

1% modelos variados.

É importante lembrar que 100% dos bonecos e bonecas infláveis vendidos no Brasil são importados, pois não há fabricação nacional.

Instruções:

O uso dos bonecos infláveis é simples, tomando alguns cuidados de conservação você terá uma parceira por bastante tempo. Higienize com água e sabão neutro antes e após o uso, não exponha á temperaturas superiores a 50ºC, não manuseie objetos pontiagudos durante a utilização. Infle a boneca, caso venha acompanhada de vagina e o ânus para encaixe nos orifícios, posicione-os nos seus devidos lugares. Use lubrificante à base de água para iniciar a penetração.

ESTIMULADORES DE PRÓSTATA 

A próstata fica localizada logo abaixo da bexiga. Pesa aproximadamente 20 gramas e tem a forma de uma maçã. Um órgão pequeno que expele fluidos durante a ejaculação, e pode ser a grande fonte de prazer a ser descoberta.

Massageadores de próstata

São  acessórios especialmente projetados para estimular a glândula da próstata, o Ponto G masculino. A próstata é encontrada somente em homens e é fundamental para a criação de fluidos seminais. A próstata, quando estimulada, pode levar a orgasmos poderosos. Embora a próstata possa ser estimulada minimamente externamente, a massagem de próstata mais eficaz é feita internamente com um dedo, um acessório específico ou um vibrador anal. Os massageadores de próstata na maioria das vezes tem uma extremidade maior que vai massagear a próstata causando uma sensação muito prazerosa. Permita-se ou proporcione um orgasmo incrível com um estimulador de próstata.

estimulação da próstata pode dar um enorme prazer ao homem. Apesar disso, o preconceito impede que muitos homens deixem que suas parceiras façam essa estimulação diretamente (pode ser estimulada pela introdução de um dedo pelo ânus), com medo de serem considerados homossexuais. A estimulação da próstata também pode ocorrer tocando o períneo (zona entre o saco escrotal e o ânus), porém esta estimulação é menos intensa do que a feita pelo ânus.

Alguns benefícios:

- Maximiza o prazer masculino, proporcionando sensações que só a massagem prostática pode oferecer.

- Maior intimidade com o seu corpo ou com o corpo do seu parceiro.

- Você pode atingir o orgasmo sem ejacular, descobrindo sensações novas.

- Potencializa o prazer sexual com a possibilidade de orgasmos múltiplos no homem.

Alguns homens descobriram que a estimulação mais direta da glândula resulta em sensações comparáveis ao prazer sexual, tornando o orgasmo de próstata totalmente possível. Em numerosos relatórios, a estimulação da próstata tem sido apontada como sendo mais intensa do que a estimulação genital, levando algumas pessoas a preferir orgasmos de próstata sobre os convencionais.

Instruções:

- Lave o estimulador de próstata com água morna e sabão e seque-o antes de usar. Isso vai impedir que bactérias se proliferem no estimulador e entrem no ânus.

- Lubrifique a abertura anal e o estimulador de próstata. Lembre-se de que é melhor muita lubrificação do que pouca. Tente relaxar os músculos do reto para tornar a penetração anal mais fácil.

- Insira o estimulador de próstata lentamente no reto, pressionando firme, mas suavemente, até que esteja completamente no lugar. Se o estimulador for vibratório, ligue-o e use-o por cinco a dez minutos; se for de uso manual, massageie a próstata lentamente em pequenos círculos por dez minutos aproximadamente. Interrompa o uso se sentir dor ou sensibilidade.

- Esteja preparado para uma vontade enorme de urinar ou para uma forte ereção. Você também pode liberar um pouco de fluido da próstata enquanto ela receber estímulo. Essas reações são normais durante sua estimulação.

- Lave e seque o estimulador de próstata quando terminar. Considere o uso de um preservativo na parte do estimulador, que é introduzido no ânus. Isso tornará a limpeza um pouco mais rápida, mas ainda assim você terá que lavá-lo e secá-lo.

Acesse o site: www.estimuladordeprostata.com.br

PÊNIS REALÍSTICO

Alguns fragmentos literários gregos descobertos por historiadores contam que já na Grécia Antiga foram inventados os Olisbos, objetos em formato de pênis feitos de madeira ou couro, usados pelas mulheres quando seus maridos saiam para as guerras, a fim de acalmar suas “histerias”. Estes Olisbos foram popularizados por todo o mediterrâneo pelos comerciantes da cidade de Miletus, na Grécia. Na época da renascença Italiana, o Olisbo grego transformou-se em “Dildo,” possivelmente vindo do latim “Dilatare”; abrir largamente, ou talvez do termo “diletto”; ligado ao prazer.

Os dildos eram feitos em madeira ou couro e a lubrificação era muito necessária por tratar-se de material rústico, por isso contavam com azeite de olivas para uma utilização confortável.

Há pessoas que denominam os pênis como “consolos”, mas eles são muito mais do que isso. Disponíveis em vários tamanhos, espessuras e cores, sendo que alguns são réplicas quase perfeitas de um pênis verdadeiro, esses acessórios são aditivos capazes de aquecer a vida sexual de diversos casais. Atualmente os terapeutas sexuais reconhecem suas qualidades e até recomendam o seu uso. É um complemento erótico que pode ajudar no autoconhecimento sexual.

Os pênis realísticos, como são conhecidos, são os modelos que mais se aproximam da realidade, são os mais procurados, justamente por seres cópias fiéis dos membros masculinos em quase todos os detalhes. Os modelos mais recentes possuem várias vibrações, controle à distância, multivelocidades, material que se assemelha a pele humana e até aquecimento automático. Alguns possuem ventosa de fixação para serem utilizados em banheiros ou superfícies lisas.

Os pênis realísticos podem ser fabricados em jelly, em látex, em PVC, em gel, em silicone, em Cyberskin (material que imita a pele humana), entre outros. A escolha do material depende do desejo do cliente, do que ele acha mais prazeroso. Para tornar a semelhança ainda maior, alguns produtos apresentam veias, rugosidade e escroto.

A experiência com o cyberskin é tão real que se pode sentir a pressão do toque no material. Na composição química do cyberskin, os átomos se ligam com elasticidade o que permite uma “memória atômica” maleável, ou seja, ele acompanha as pressões dos movimentos em sua superfície, mas recupera seu formato original instantaneamente.

O vibrador dá um toque especial ao produto. A maioria dos itens tem multivelocidade, e alguns possuem tecnologia à prova d’água, controle à distância, aquecimento, baterias internas recarregáveis, etc.. Além disso, existem opções que giram e pulsam.

O último lançamento nesta categoria são os pênis em cyberskin com controle á distância e 10 velocidades. Possuem ventosa de fixação e toque suave, um acessório que une pesquisas e muita tecnologia.

Instruções:

- Lubrifique o seu acessório com um lubrificante à base de água;

- Utilize preservativos para prolongar a vida do seu acessório.

- Lave com água fria e sabonete líquido bactericida. Seque com uma toalha de papel descartável. Para os modelos em Cyberskin, além de higienizar você deve também polvilhar talco neutro para manter a textura preservada.

Você já experimentou fazer dupla penetração? Peça a seu parceiro para que ele penetre o seu ânus enquanto o seu acessório fica na vagina. Ou vice-versa.

Use a sua criatividade e brinque à vontade.

Acesse o site: www.penisimportados.com.br

PLUGS ANAIS E DUCHAS HIGIÊNICAS

O ânus é uma das áreas mais sensíveis do corpo. Sendo assim, é também uma área de grande potencial erótico para homens e mulheres.

plug anal é uma das melhores opções, para quem sente curiosidade de experimentar o sexo anal e não se atreve. Também é para quem gosta de desfrutar do mesmo, e que não perde uma oportunidade de se estimular e excitar sozinho. O plug anal é também perfeito para aqueles que querem uma sensação de saciedade durante a masturbação ou o sexo. Eles também podem ajudar a dilatar os músculos para o sexo anal.

Disponível em vários tamanhos, de pequenos a gigantes, o plug é inserido no ânus e permanece lá durante outras atividades prazerosas. O uso de lubrificantes é essencial para a penetração ocorrer com conforto e segurança. O ideal é utilizar lubrificantes á base de água, pois não alteram a superfície e não danificam o material dos acessórios.

Instruções:

- Para limpar o seu plug anal, basta lavar em água quente, retirando qualquer material que possa estar no brinquedo. Depois ensaboe as mãos com sabão antibacteriano e limpe-as muito bem em água corrente. É melhor evitar usar ferramentas para esfregar ou esponjas, pois podem arranhar a superfície do brinquedo, levando a arranhões no ânus e danos ao brinquedo.

- Deixe que o brinquedo seque naturalmente e guarde para uso posterior. Colocar brinquedos juntos um ao outro pode danificá-los, então é melhor colocar cada brinquedo individualmente em um saquinho fechado antes de guardar. Isso vai mantê-los limpos e frescos para sua próxima brincadeira.

Ducha íntima: um acessório fundamental

A higiene íntima é um requisito fundamental para poder desfrutar do sexo anal, seja por questões de saúde e mesmo de conforto psicológico. Uma recomendação importante: você deve usar a ducha horas antes de praticar o sexo anal, por duas razões. A primeira, para eliminar qualquer resíduo ainda existente após ter evacuado  e estragar seu prazer. E a outra, por uma questão de saúde, já que o tecido do reto necessita deste tempo para recuperar sua barreira natural de muco que ajuda na proteção contra micro-organismos e bactérias. Pelo mesmo motivo, não se recomenda usar mais de dois dias seguidos.

Instruções:

- Encha o recipiente com água, certifique-se que a temperatura está agradável.

- Escolher uma postura cômoda para aplicar a ducha, é muito importante, pois a ideia é que você retenha o líquido em seu ânus durante pelo menos alguns minutos, deste modo você vai conseguir limpar de forma adequada o orifício e assim vai poder praticar sexo anal com a maior comodidade.

- Introduza o bico com cuidado, e uma vez que esteja lá dentro, pressione a bomba da ducha sem soltá-la para que o líquido não seja devolvido. Você deve reter a água por alguns minutos e depois sentar-se no vaso sanitário e fazer força ligeiramente para esvaziar o líquido.

Toda a limpeza não levará mais de 5 minutos, um procedimento que vai te garantir sexo anal prazeroso e sem surpresas.

Acesse o site: www.eroticpoint.com.br

CINTAS

Cinta Peniana, Strap-on, Cinta com Pênis são alguns dos muitos nomes da cinta regulável presa ao quadril com uma prótese que é muito utilizada em sexo entre mulheres e até mesmo entre mulheres e homens.

Inicialmente utilizadas por mulheres e suas parceiras, este acessório permite que o corpo feminino proporcione o prazer provocado pela penetração e vem sendo adotada também por casais heterossexuais que buscam sensações diferentes na cama. As cintas penianas ganharam destaque por suas funcionalidades, deixaram de participar apenas do universo feminino e passaram a frequentar as camas de casais heterossexuais e até de homens com dificuldades de ereção.

Cinta peniana ou Cinta com pênis são cintas em couro com fivelas, acompanhadas ou não com pênis (algumas com pênis duplo), de formatos, texturas, dimensões e tecnologias variadas, a cinta traz um pênis artificial acoplado que pode ou não vir acompanhado de vibração e serve basicamente para que homens e mulheres possam trocar de papéis na transa e são ótimas para pessoas que gostam de apimentar suas relações, com mais ação na hora do prazer. Podem ser feitas em diversos materiais, entre eles o Cyberskin que reproduz com perfeição a pele humana, muitas possuem ondulações, ranhuras e vibração para estimular ainda mais. Para diferenciar sua relação ou inverter papéis, as cintas penianas são bastante recomendadas.

Ter a fantasia de inverter os papéis na cama não significa que um homem tenha desejos homossexuais. A brincadeira não interfere na sexualidade e nos papéis de cada um no cotidiano familiar, social ou profissional, e pode incrementar a intimidade e o relacionamento.

Alguns modelos de cintas:

Cinta peniana com pênis – modelo mais usual, conta com pênis que pode ser trocado na maioria das vezes,  pode ser utilizada com pênis com base, com vibração, feita com materiais diversos, etc.

Cinta peniana ocasão modelos indicados para mulheres e homens, são preferidas por homens com distúrbios de ereção por fornecer um suporte ao pênis e a possibilidade de dar mais prazer ao seu par. São modelos vazados que podem acomodar o pênis mesmo ereto, e muitas vezes vêm com diferenciais: vibração, materiais macios, bomba de inflar, etc.

Cinta peniana com prótese ponto G – idêntica ao modelo mais comum porém com curvatura para estímulo do ponto G, muitas vezes utilizada por mulheres em seus parceiros para massagem na próstata.

Cinta peniana com prótese dupla – Já quem procura mais uma opção para a penetração dupla, pelo ânus e pela vagina ao mesmo tempo, deve conhecer a cinta dupla que permite que a masturbação tenha mais conforto. O cinto duplo com duas próteses sem escroto é uma ótima opção para os casais que querem sentir os mesmos prazeres sexuais durante a masturbação: enquanto um das próteses fica inserida no ânus, por exemplo, de uma das partes, a outra encaixa a segunda prótese no canal vaginal.

Strapless Strap-On- Trata-se de uma prótese com um plug vaginal que substitui a cinta peniana com a vantagem de não precisar de tiras e fivelas, daí seu nome : Cinta sem tiras. O plug vaginal é inserido e mantido sob pressão dos músculos vaginais, a mulher fica com a prótese firme e pronta para penetrar seu par.

Instruções:

- Antes e após o uso, lavar o seu acessório com água fria e sabonete bactericida.

- Seque com papel toalha descartável ou deixe secar naturalmente.

- Guarde-o na embalagem original ou saco plástico.

- Mantenha-o em local seco, fresco e ao abrigo da luz.

- Recomendamos a utilização de lubrificantes à base de água.

Acesse o site: www.eroticpoint.com.br

POMPOARISMO

Se você nunca ouviu falar em pompoarismo, está na hora de conhecer o assunto. Isso porque a técnica pode fazer milagres por seu corpo. Baseada no controle da contração e do relaxamento dos músculos vaginais tem benefícios físicos, pois protege da flacidez vaginal, causada pelo envelhecimento ou gestações, e previne doenças como incontinência urinária e cólica.

Além disso, há vantagens bem interessantes: os movimentos do pompoar transformam a vida sexual do casal!

pompoarismo é uma técnica milenar do Oriente. Nasceu na Índia e foi aperfeiçoada na Tailândia e no Japão. Os primeiros exercícios surgiram com uma transformação dos exaustivos exercícios tântricos preparatórios para o Maithuna (ritual do sexo sagrado). Essa transformação foi desenvolvida inicialmente pelas sacerdotisas dos templos da Grande Mãe para ser utilizada nos rituais de fertilidade. Com o passar do tempo a técnica foi se expandindo e tornando-se popular. Na Tailândia é costume passar a técnica de mãe para filha, assim como é costume que o futuro esposo pague um dote aos pais, e o valor depende da educação, dotes musicais e habilidades sexuais da futura esposa.

Ginástica semelhante foi desenvolvida na década de 1950 pelo ginecologista Arnold Kegel. Em 1952 Kegel “desenvolveu” alguns exercícios para mulheres que tinham problema de incontinência urinária. Com pesquisas ele descobriu que o músculo pubococcígeo estava fora de forma e não funcionava de maneira adequada. Exercitando esses músculos, o problema médico era resolvido e o potencial para sensações genitais e orgasmo era aumentado. Em parte porque o fluxo sanguíneo aumenta em músculos exercitados, e o aumento do fluxo de sangue está relacionado com a facilidade para excitação e orgasmo. Quando se aumenta a força de um músculo, aumenta-se seu suprimento de sangue, o efeito colateral: o aumento do fluxo de sangue para a pelve implica níveis mais elevados de excitação e orgasmos mais intensos.

O pompoar, no caso dos homens, está relacionado a levantar pequenos pesos, contraindo a musculatura do pênis a fim de obter melhores resultados sexuais.

Os objetivos do pompoar masculino são fortalecer a região pélvica, fazendo com que haja mais circulação sanguínea, permitindo assim que o homem consiga fazer sexo por horas, mantendo a ereção e controlando a ejaculação, e proporcionar maior sensibilidade, levando o homem a ter, inclusive, orgasmos múltiplos. Ótimo também para ajudar com problemas de ejaculação precoce, impotência, incontinência urinária e prevenção do câncer da próstata.

Alguns acessórios que ajudam a prática:

- Colar tailandês: aumenta a consciência vaginal e possibilita um tempo maior de concentração.

Bolas tailandesas leves: usadas logo no início para a malhação leve, elas ajudam a fortalecer, principalmente, o terço médio do canal

Vibrador: para aprender os movimentos de sugar e expelir.

Ben-wa: bolinhas ligadas por um cordão de nylon servem para fortalecer o canal.

Cones com peso: Um kit é composto normalmente por cinco ou seis cones, com pesos que variam entre 20g a 100g. A indicação depende de cada objetivo, mas de um modo geral, não é necessário chegar até o cone de 100g a não ser quando a finalidade seja a melhoria no desempenho sexual.

Para mais informações e instruções de uso acesse: http://www.acessoriospompoarismo.com.br/.

VIBRADORES

Inventado em meados do século 19, o vibrador era um instrumento médico para a cura da histeria, doença que acometia exclusivamente mulheres. Sintomas como irritabilidade, ansiedade, choro, falta ou excesso de apetite e outros altos e baixos tão conhecidos do público feminino caracterizavam a histeria, doença que a comunidade médica acreditava ser causada por deslocamentos no útero. O tratamento? Massagem no clitóris até a paciente atingir o “paroxismo histérico”, ou em termos atuais, o orgasmo.

Mulheres passaram a lotar os consultórios e os médicos e, de tanto massagear clitóris de pacientes, começaram a ter uma espécie de LER (lesão por esforço repetitivo). Como a necessidade é um dos maiores impulsos humanos, o tratamento “manual” se aperfeiçoou e passou a ser feito com um instrumento – o vibrador!

O The Manipulator foi o primeiro vibrador patenteado da história em 1869, pelo médico norte americano George Taylor. Ele era movido a vapor.

Depois do The Manipulator, vários outros vibradores foram lançados, movidos a manivela, ar comprimido a bateria e a eletricidade. Na medida que foi ganhando conotação sexual, o vibrador adquiriu um ar negativo e ligado à vulgaridade, principalmente por conta do seu uso em filmes pornô.

Só voltou a ser relativamente aceito na década de 60, com a revolução sexual feminina.

Hoje sexólogos e ginecologistas o indicam não para curar uma doença, mas para auxiliar no prazer e na descoberta sexual da mulher.

O vibrador pode ser um poderoso instrumento de autoconhecimento para a mulher.

5 razões excelentes para investir em um vibrador

Estimula a região íntima, auxiliando você a treinar o seu corpo para ter mais orgasmos;

Ajuda a mulher a conhecer seu corpo, seu ritmo sexual e a entender onde mais sente prazer;

É uma ótima opção para dias em que você está cansada para um sexo “completo”, mas ainda assim quer ter prazer;

Pode ser considerado um grande aliado da “rapidinha solitária”, sendo uma forma ágil para relaxar a qualquer momento com a masturbação;

Também pode ser usado a dois, em uma relação, seja para variar a vida sexual do casal ou para explorar novas sensações.

CONHEÇA ALGUNS MODELOS DE VIBRADORES:

VIBRADORES PERSONAIS

São vibradores clássicos, do tipo personal, possuem ponta arredondada, corpo liso e botão giratório na base para controlar a vibração. Por conta de seu formato, este tipo de vibrador desliza mais facilmente e é um dos brinquedos eróticos mais procurados em qualquer sexshop.

Produto da imagem: Vibrador decorado multivelocidade – EQUINOX VIBE SUMMER – TOPCO SALES

Saiba mais sobre este produto no site da Erotic Point: http://bit.ly/vibradorpersonalequinox

 

VIBRADOR PONTO G

O vibrador do ponto G é um produto que foi desenhado de forma anatômica para se encaixar perfeitamente no canal vaginal e proporcionar um grande prazer para a mulher, eles possuem uma curvatura ou flexibilidade na extremidade para atingir o Ponto G Feminino. 

Produto da imagem: Vibrador flexível com ondulações e 10 vibrações – BENDY G – NANMA

Saiba mais sobre este produto no site da Erotic Point: http://bit.ly/vibradorbendygnanma

 

VIBRADORES ROTATIVOS

Normalmente no formato de pênis, possuem sistema de rotação na parte superior da peça e também vibração com controle de velocidade. Alguns modelos oferecem pérolas internas para maior excitação e ainda estimuladores clitorianos do tipo “rabbit” para massagear o clitóris. Ideal para quem busca explorar o máximo do prazer.

Produto da imagem: Vibrador rotativo golfinho azul – BLUE DREAMS – NANMA

Saiba mais sobre este produto no site da Erotic Point: http://bit.ly/vibradorbluedreamsnanma

 

VIBRADORES DIVERSOS

Vibradores disfarçados são uma ótima pedida para quem não quer despertar a curiosidade alheia. Vibradores em formato de celular, de pincel de blush, caneta e até de patinho de banheira são vendidos nos sex shops. A maioria é desenhada para estimular a vulva e o clitóris.

Produto da imagem: Batom vibratório – LIPSTICK WAVE – ABSOLOO

Saiba mais sobre este produto no site da Erotic Point: http://bit.ly/vibradorbatomabsoloo

VIBRADOR PARA CASAIS

O Vibrador para Casais é um modelo, normalmente em formato de C,  onde uma extremidade é inserida na vagina e a outra fica posicionada entre os grandes lábios, sobre o clitóris. A penetração ocorre com o vibrador inserido, possibilitando ao homem sentir as vibrações em sua parceira. Possui dois motores ultra potentes em cada uma de suas extremidades. Altamente flexível adapta-se com facilidade e total conforto aos contornos corporais. É o único vibrador que pode ser usado durante as relações sexuais. Ele estimula o ponto G da mulher, o clitóris e o pênis simultaneamente.

Produto da imagem: Vibrador para casal – COUPLES DELIGHT – NANMA

Saiba mais sobre este produto no site da Erotic Point: bit.ly/couplesdelightnanma

Instruções :

- Mantenha seus vibradores sempre limpos, longe da luz solar, em lugar arejado.  Separe os diferentes materiais, pois poderão reagir e estragar sua brincadeira!

Vibradores a pilha e baterias: Quando guardados, conserve a bateria fora do compartimento para que não estraguem seu brinquedo. Tenha um estoque reserva, as pilhas alcalinas são as mais duráveis. Nunca molhe partes metálicas e compartimento de pilhas e baterias. Há vibradores com pilhas recarregáveis também!

Látex, PVC, Vinil, Elastômeros, TPR, TPE e outros materiais maleáveis: Por serem materiais porosos são mais difíceis de limpar adequadamente e não podem ser esterilizados. Limpe-os com água morna e sabão neutro ou use produtos destinados para este fim de acordo com as instruções dos mesmos. Caso queira dividir o uso com um (a) parceiro (a) use preservativo, assim como no uso de penetrações alternadas vaginais e anais

Silicone: Podem ser desinfetados por não terem a superfície porosa. Os de uso médico e platinum são os de melhores qualidades. Usar sabonete antibacteriano com água-morna ou produtos destinados a sua limpeza. Caso queira dividir o uso com seu parceiro deverá usar preservativo. Utilize a solução de uma medida de água sanitária a cada 10 de água potável, deixe de molho por alguns minutos. Nunca molhe partes metálicas e compartimento de pilhas e baterias. Deixe secar e guarde em lugar arejado sem contato com luz solar.

Resina, PVC sólido, ABS e outros materiais rígidos: Usar sabão antibacteriano, água morna ou produtos próprios para limpeza deste material. Verifique as instruções nas embalagens indicadas pelos fornecedores, na maior parte não podem ser compartilhados sem preservativos por não poderem ser esterilizados.

Acrílico e ABS: Não é poroso, pode ser esterilizado e depois lavado em água corrente. Nunca molhe partes metálicas e compartimento de pilhas e baterias. Deixe-os secar ao ar-livre e guarde-os em tecido de cetim ou de seda para a prevenção de impactos.

Vidro: Pode ser esterilizado cada vez que é utilizado por uma nova pessoa. Guarde estes brinquedos separadamente, para que não os quebrem, caso haja rachadura dispense-os imediatamente.

Alumínio, Aço e outros Metais: Podem ser esterilizados, caso compartilhe seu brinquedo com alguém. Para limpeza pessoal utilize sabão anti-bacteriano com água morna ou produtos especializados. Os metais devem ser secos completamente para que não ocorra a oxidação. Guarde fora de contato com a luz em tecidos macios e longe de brinquedos de vidros para evitar atritos.

 Cyberskin

Este material termal pode ser limpo somente em água morna, deixem secar por completo, logo após coloque talco neutro. Retire o excesso. Caso pule este procedimento verás que o vibrador começará a ficar pegajoso e atrairá qualquer poeira, fiapos e pelos instantaneamente! Guarde-o em lugar arejado, seco e separado dos outros vibradores, pois outros materiais poderão reagir com o plástico termal e derretê-lo.

Acesse o site: www.vibradoresfemininos.com.br; www.vibradorespontog.com.br. www.vibradoresrotativos.com.br.

 

 

 

 

 

20 dicas e dúvidas sobre camisinhas

agosto 26, 2015 em Saúde e Bem Estar

Por que as pessoas sempre falam sobre camisinhas? Porque se você quer fazer sexo com alguém, elas são importantes! Sexo pode ser ótimo, mas há riscos envolvidos. Fora todas as questões emocionais, você pegar infecções, e uma mulher pode ficar grávida. Então, se não quiser lidar com essas situações realmente difíceis, uma camisinha é vital!

Tudo bem – meu namorado vai revolver isso…

Algumas pessoas pensam que é trabalho somente do homem se certificar que ele use uma camisinha, algumas pessoas pensam que contraceptivo é coisa para a mulher. Ambos estão errados – é preciso de dois para o sexo, então ambos precisam se esforçar. Se você não for responsável o suficiente para resolver a contracepção, não é responsável o suficiente para fazer sexo. Se estiver dormindo com alguém, você deve respeitá-lo o suficiente para protegê-lo.

Onde compro camisinhas?

Comprar camisinhas pode parecer algo assustador ou embaraçoso, especialmente para uma pessoa jovem, mas não é. Você pode encontrá-las na maioria das farmácias ou drogarias e muitos supermercados as vendem. Em alguns países, pessoas jovens podem receber conselhos grátis de contracepção e contraceptivos de seus médicos. Mas você não precisa de uma receita para consegui-las e frequentemente clínicas, centros de planejamento familiar e até universidades têm estoques de camisinhas grátis para adolescentes. Na maioria dos lugares, você pode comprar camisinhas não importa a idade.

Se ainda estiver com vergonha para comprá-las, às vezes pode comprá-las em máquinas (às vezes em banheiros públicos) ou pela internet.

Alguma dica de como colocá-las?

Primeiramente, o homem deve colocar a camisinha antes de haver qualquer contato entre o pênis e o seu corpo. Fluidos podem ser liberados do pênis bem cedo e podem causar gravidez ou transmitir uma DST.

Então, quando o pênis dele estiver ereto, abra a embalagem da camisinha. Não use os dentes! Isso pode causar pequenas rupturas na camisinha que você pode não notar. Desenrole a camisinha no topo do pênis – a parte enrolada deve ficar para fora – se for ao contrário ela não se desenrolará. Se houver algum ar dentro da camisinha, isso pode rompê-la, então aperte o final e esprema o ar para fora. Então, desenrole a camisinha o mais baixo que puder. Se você quiser usar algum lubrificante, coloque-o por fora da camisinha e certifique-se que ele seja à base de água. Lubrificantes à base de óleo podem enfraquecer as camisinhas e causar ruptura.

E se ela romper?

Se uma camisinha romper enquanto estiver fazendo sexo, então pare imediatamente e coloque outra camisinha. Enquanto estiver fazendo sexo, você ou o seu parceiro pode sentir que ela rompeu, mas nem sempre é o caso, então deve checar ocasionalmente para ver se está ok. Se você acha que parte do sêmen escapou da camisinha, você deve considerar falar com seu médico sobre conseguir um contraceptivo de emergência e um teste de HIV/DST.

Preciso usar camisinha no sexo oral?

Sim. Algumas doenças e infecções sexualmente transmissíveis (como herpes) podem ser passadas pelo sexo oral. Quando você usa uma camisinha para o sexo oral, deve mudar de camisinhas antes do sexo vaginal ou anal, porque os dentes podem ter feito buracos nela.

E quanto ao sexo anal?

De novo, sim. Sexo anal carrega um alto risco de transmissão de DSTs, porque a borda do ânus é muito delicada e facilmente machucada. Sexo anal também não vai necessariamente evitar que uma mulher engravide, já que o sêmen pode escapar do ânus e entrar na vagina depois do sexo. Ele pode pôr mais tensão na camisinha, então você pode comprar camisinhas mais resistentes se quiser, apesar das normais serem eficazes o suficiente se usadas corretamente com bastante lubrificante. Como dito antes, é melhor que o lubrificante não contenha nonoxinol-9, já que isso pode aumentar o risco de transmissão de HIV ao irritar a borda do ânus.

Ok, quando paramos?

Depois que ele tiver ejaculado, um homem usando uma camisinha precisa parar e tirá-la. Se você continuar fazendo sexo, ela pode estourar. Se quiser continuar, tudo bem, apenas coloque uma nova camisinha de novo e continue. Nunca reuse uma camisinha.

Quando um homem tira o pênis, ele deve segurar a base da camisinha para se certificar de que ela saia, também. E quando tirar a camisinha, não puxe a ponta dela. Enrole-a de volta da base e jogue fora de forma segura – não jogue na privada. Você pode dar um nó na ponta para que ela pare de escorrer.

Mas há tantos tipos diferentes! Quais são as melhores camisinhas?

Há muitos tipos diferentes de camisinhas, mas não se preocupe. Aqui estão algumas variantes que pode encontrar:

Material – A maioria das camisinhas é feita de látex ou poliuretano. As de látex são um pouco mais fortes, então elas dão uma proteção um pouco melhor contra DSTs e gravidez. Uma pequena quantidade de pessoas é alérgica a látex, então elas usam as de poliuretano.

Tamanho – Camisinhas vêm em vários tamanhos diferentes. Você pode encontrar mais longas ou mais curtas ou mais largas ou mais estreitas. Se uma embalagem de camisinhas diz “grande” ou “pequena”, normalmente se refere à largura da camisinha, não ao comprimento. Uma camisinha que for muito grande pode sair, e uma camisinha muito pequena pode romper. A maioria das camisinhas que você compra nas lojas e máquinas são de tamanho único.

Lubrificadas – Algumas camisinhas não são lubrificadas, algumas têm lubrificantes à base de silicone, algumas têm lubrificantes à base de água. Algumas camisinhas são lubrificadas com espermicida.

Com espermicida – Algumas camisinhas têm lubrificantes espermicidas, o que ajuda a reduzir a probabilidade de gravidez. Um dos espermicidas mais comuns é algo chamado de nonoxinol-9. Esse é um químico ao qual algumas pessoas são sensíveis, e se for usado regularmente pode causar irritação e aumentar a chance de contaminação de infecção por HIV. Camisinhas lubrificadas com Nonoxinol-9 não devem ser usadas para sexo anal.

Espiral – Estas camisinhas têm pequenos cumes ao seu redor. Isso pode tornar o sexo mais prazeroso para ambos os parceiros e se forem usadas corretamente, então elas serão tão seguras quanto qualquer outra. Camisinhas espirais são a resposta para quem reclama “mas não consigo sentir nada se colocar uma camisinha…”

Coloridas – A cor natural do látex é branco cremoso, então a maioria das camisinhas têm cores – algumas até brilham no escuro. Se usadas adequadamente, tudo bem.

Com sabor – Algumas infecções sexualmente transmissíveis podem ser passadas oralmente, então é uma boa ideia usar uma camisinha para o sexo oral. Às vezes as pessoas não gostam do cheiro e sabor do látex, então elas usam camisinhas com sabor. Elas podem ter gosto de qualquer coisa, desde morango até curry! Camisinhas com sabor não devem ser usadas para sexo vaginal ou anal, a menos que tenham a marca da pipa no Reino Unido e Europa, ou forem aprovadas pelo FDA nos EUA.

Com reservatório – As camisinhas mais comuns têm uma ponta como um reservatório para guardar o sêmen, algumas têm uma ponta normal. Se elas tiverem uma ponta como um reservatório, aperte o fim quando colocá-las – se houver ar dentro delas, elas podem romper quando estiver fazendo sexo.

E quando não tivermos uma camisinha?

Então se quiser estar protegida, você terá que arranjar uma. Alguns tipos de contraceptivo (como a pílula) são mais eficazes que camisinhas para evitar a gravidez, mas não reduzirão as chances de contrair uma infecção sexualmente transmissível.

E se você for solteira, não faz mal levar consigo algumas camisinhas – nunca se sabe!

Eu não fico parecendo “fácil”?

Não – isso te fará parecer madura o suficiente para cuidar de si mesma.

Ah, e quando não estiver na farra, estoque sua camisinha em um lugar fresco e seco para que ela dure bem. Elas também têm data de validade na embalagem – não use camisinhas quando elas estiverem muito velhas.

Você não pode pegar nada ou ficar grávida na sua primeira vez, né?

Na verdade, pode. É também assustador o suficiente fazer sexo pela primeira vez sem se preocupar em usar camisinha. Mas você precisa – se estiver nervosa em relação ao uso de camisinha ou se não quer parecer inexperiente, pratique antes. Um garoto pode tentar pôr uma camisinha quando ele se masturbar para se acostumar à sensação e ao que fazer quando ele terminar.

Meu parceiro não quer usar uma!

Seu parceiro precisa te respeitar o suficiente para querer te proteger e você deve considerar seriamente se quer fazer sexo com alguém que não mostra esse respeito. Nós já falamos sobre o caso de seu parceiro não querer usar camisinha antes.

Quão eficazes são as camisinhas?

Há muitos mitos sobre quão eficazes são as camisinhas. Se elas forem usadas corretamente, as camisinhas são 94% – 97% eficazes (dependendo do estudo que você conhecer) para prevenir gravidez e são quase 100% eficazes para proteger contra a transmissão de HIV. Algumas pessoas dizem que certos vírus “passam” pelo látex – isso não é verdade.

Elas não ajudam contra a pediculose pubiana, e algumas infecções sexualmente transmissíveis (como a herpes) podem ser passadas pelo sexo oral com alguém que esteja infectado, então você precisa usar camisinha nesses casos também.

É mais seguro usar duas camisinhas?

Não! A fricção das camisinhas uma na outra provavelmente farão as duas romperem, e não seria confortável para a pessoa que usá-las. Você também não deve usar camisinhas femininas e masculinas juntas.

O que é a camisinha feminina?

Há também a camisinha feminina, que é um tipo de bolsa que se encaixa dentro da vagina.

Como menciono a camisinha sem estragar o momento?

Tudo está indo bem, o clima é bem romântico e então você tem que puxar a camisinha…

 “Colocar uma camisinha pode ser bem sexy. ”

Uma das razões principais que adolescentes dizem que não gostam de usar camisinha é que eles acham que camisinhas interrompem um momento de paixão – e é verdade que pode ser difícil achar, abrir e desenrolar uma camisinha no escuro quando os dois estão com a cabeça em outro lugar. Mas isso não precisa ser difícil e não tem que “estragar o momento”.

O melhor jeito de se certificar que vai colocar a camisinha facilmente é praticar antes… as meninas podem praticar em legumes no formato apropriado. Então, quando a hora chegar para fazer isso de verdade, você saberá o que está fazendo. Colocar uma camisinha pode ser bem sexy – pode ser uma coisa bem íntima para a parceira dele fazer.

Deixe suas camisinhas e algum lubrificante por perto, então você não terá de se levantar, acender as luzes, ir ao banheiro e procurar por trás do armário!

O que é um lubrificante?

O lubrificante é como um creme ou gel que às vezes é usado para deixar o sexo um pouco mais suave. Frequentemente, estar tenso ou apressar as coisas podem tornar o sexo difícil ou doloroso, então tente relaxar e não se apresse. Você pode usar lubrificação extra. Há muitas marcas diferentes de lubrificantes, como o KY Gel, Preserv Gel ou Olla Gel, que você pode comprar em supermercados ou farmácias. Há tipos diferentes, por exemplo, alguns são feitos especialmente para sexo anal. Se você está usando uma camisinha, você tem que usar um lubrificante à base de água como KY Gel e não um a base de óleo como Vaselina. O lubrificante é passado do lado de fora da camisinha – se algum entrar nela, ela pode escorregar para fora durante o sexo.

Cuidado depois da ação…

Depois da ação:

  1. Segure a base da camisinha ao retirar o pênis para evitar escorrimento.
  2. Remova a camisinha e jogue fora no lixo, não na privada.

Ainda não tenho certeza…

Se você for nova e ainda não tiver certeza do que fazer, falar sobre isso com um adulto pode ajudar, mas às vezes isso não é possível. Adolescentes às vezes acham embaraçoso falar com os pais sobre sexo – você poderia tentar pedir conselhos e informação a um professor ou conselheiro, se sente-se mais confortável com isso.

Fantasiar no sexo é saudável?

março 27, 2015 em Curiosidades

De fingir na hora H que quem está ali com você é o Rodrigo Hilbert ou a Fernanda Lima (talvez os dois juntos, por que não?) a fazer de conta que o quarto se transformou em um bordel dos anos 1920, não há limites que possam impedir os devaneios eróticos. A imaginação é um componente importante para a sexualidade. Fantasiar faz bem. Desde que, obviamente, não comece a prejudicar a vida real nem se torne algo obsessivo.

Para a psicóloga e sexóloga Jussania Oliveira, de Americana (SP), a fantasia é um dos grandes estímulos sexuais, pois favorece e intensifica o desejo. “Ela impulsiona a criatividade, a iniciativa, a comunicação e o prazer no relacionamento”, afirma. Fechar os olhos durante a transa e se imaginar com outro parceiro ou em uma situação diferente é muito comum, segundo ela. “O fato de ter compromisso com alguém não impede ninguém de se sentir atraído por outras pessoas, tampouco pensar no sexo de uma outra forma”, completa.

Segundo o ginecologista e terapeuta sexual Amaury Mendes Jr., professor e médico do Serviço de Sexologia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), fantasiar permite ampliar horizontes eróticos e potencializar o momento lúdico. “Muitas vezes, as pessoas são tímidas ou não têm coragem suficiente para vivenciar uma sexualidade transgressora e estimulante, seja por autocensura ou falta de intimidade com o par”, afirma.

Assim, fantasiar pode ajudar a lidar melhor com desejos que não se tem coragem de concretizar. Exemplos: trair o par com alguém do trabalho, experimentar transar com alguém do mesmo sexo, viver determinado personagem na cama etc. “Nem tudo aquilo que se fantasia ou deseja é factível, por isso investir na imaginação faz bem”, comenta o psiquiatra e terapeuta sexual Carlos Eduardo Carrion, de Porto Alegre (RS).

Realizar ou não é uma questão de escolha, segundo Jussania Oliveira. “Em alguns casos, fantasiar é suficiente para atingir os objetivos propostos, como atiçar a libido e aumentar o nível de excitação”, diz a psicóloga.

Entretanto, trata-se de um recurso que pode se tornar um complicador quando passa a ser prioridade. Ou seja: em vez de se concentrar na interação com o outro e nas sensações que o sexo com aquele indivíduo propicia, é necessário com frequência dar asas à imaginação para sentir estímulos e conseguir excitação. “Se isso começar a acontecer, é necessário refletir sobre o próprio relacionamento e avaliar o que está ocorrendo”, conta Jussania.

A especialista diz que nem todo mundo consegue lidar bem com os desejos através da fantasia. “Dependendo do teor, há quem sinta angústia e sofrimento. Nesses casos, é necessário buscar ajuda psicológica”. Uma boa maneira de identificar se as fantasias podem se tornar prejudiciais é verificar o tempo gasto com elas e se existem implicações, danos e/ou comprometimentos de outras áreas da vida.

Portanto, reflita: elas vêm atrapalhando suas relações sociais, a esfera familiar ou o campo profissional? “Se a criatura ficar maior que o criador, ou seja, se a fantasia se tornar mais importante que o próprio objeto sexual, é um sinal de alerta, pois há o risco de se transformar em uma situação compulsiva de que sem a fantasia o sexo não acontece”, declara Amaury Mendes Jr. Fantasiar pode dar um tempero extra ao sexo, mas nunca ser o prato principal.

Fonte: MulherUol